Perguntas Frequentes

JÓIAS

Caracteristicas


As Jóias são peças delicadas, são um objeto de adorno, valioso pelas matérias utilizadas e pela arte com que foram trabalhadas.

As Jóias que têm pedras preciosas devem ser manipuladas com delicadeza.
Embora a maioria das pedras preciosas sejam muito duras e resistentes, elas não são indestrutíveis.

As Jóias devem ser manuseadas com cuidado e acondicionadas separadamente em estojos próprios, evitando assim o contacto directo com o ar e humidade.

Assim poderá prolongar a vida das suas Jóias por muito mais tempo.

As peças de superfície polida são naturalmente sensíveis aos riscos, assim como as peças com pedras.

O desgaste não é um erro de produção. Cada Jóia deve ser manuseada e usada seguindo alguns cuidados de forma a preservar a sua integridade ao longo do tempo.




Oxidação


As peças de prata mudam de cor com o decorrer do tempo, isto é oxidação, ou seja, o escurecimento da Jóia.

Não afecta a sua qualidade, mas acumula-se na camada exterior da Jóia.

Ocorre mesmo quando a Jóia se encontra guardada durante algum tempo, sem qualquer utilização.

Toda a oxidação é superficial e deve-se à reacção ao contacto com a Jóia como, por exemplo, o contacto com a pele.

No caso do contacto com a pele, este varia de pessoa para pessoa, e podem ser diversas origens para a oxidação, incluindo o stress (pode provocar a libertação de ácido úrico através da pele), o contacto com cosméticos, perfumes e até banhos de piscina ou praia.

As Jóias de prata com a cor convencional da prata podem ou não ter banho de ródio.

Se não tiverem são Jóias mais sensíveis á oxidação, tal como as peças que tenham banho de ouro ou banho de ouro rosa.




Banho de Ródio


Pela sua resistência e brilho, o ródio é muito utilizado na indústria joalheira, na etapa de acabamento de Jóias de prata e ouro branco.

No caso da prata, este banho é dado para se criar uma camada protectora na peça, dando brilho e evitando a sua oxidação.

No entanto, é importante salientar que o banho de ródio não é eterno.

Jóias como anéis e alianças são mais susceptíveis ao desgaste do que outras peças, pois são utilizadas com maior frequência.

De uma forma geral, o banho de ródio protege a peça de prata de oxidar, mas tudo dependerá sempre da utilização e cuidado de cada pessoa.




Pérolas


Devido sua delicada decomposição (carbonato de cálcio, matéria orgânica e alguma água) a pérola é um material muito frágil, devendo evitar o contacto com perfumes, detergentes, ácidos (vinagre, citrinos), cosméticos, calor excessivo e produtos abrasivos.

Para conservar melhor as suas pérolas, deverá apenas usar um pano húmido, após cada uso.

Por vezes o fio do colar vai enfraquecendo com o uso, exposição a cremes e transpiração. Teste a sua firmeza regularmente, pois é preferível mandar enfiar de novo as pérolas com regularidade (por exemplo de dois em dois anos).

No verão não use as suas pérolas na praia (corrosão do sal) nem para a piscina (cloro).




Limpeza das suas Jóias


Com o uso, e o passar do tempo, algumas substâncias como cosméticos, pó, entre outros, vão deixando um deposito nas Jóias, principalmente nas zonas interiores das pedras.

Consecutivamente poderá alterar a cor, e os reflexos das mesmas.

Deve limpar regularmente as Jóias de ouro, com pedras de cor ou diamantes.

Para isso basta usar uma escova de dentes macia, agua e sabão. Passando-as por agua quente antes de as secar com um pano macio.




Para manter as características da sua Jóia, ao longo do tempo, deve:


- Evitar o contacto com água doce ou salgada

- Evitar o contacto com produtos de cabelo como lacas e outras substâncias químicas, que poderão descolora-las ou manchar.


- Não usar enquanto lava as mãos, toma banho, dorme ou pratica desporto.


- Evitar submeter a Jóia a contactos fortes ou contínuos que possam causar atrito e riscar ou deformar a peça.

- O suor e PH da pele podem também influenciar na alteração ou perda de cor da peça.


- Limpar suavemente com um pano limpa-pratas sem substâncias químicas para restaurar o brilho da peça e remover pequenas manchas.

- As pedras no geral, em contacto umas com as outras podem riscar-se ou até danificarem-se, sendo assim deve guardar separadamente as suas Jóias.

- Nas actividades domésticas, deve tirar as Jóias, para evitar choques, que poderão rachar ou partir pedras de cor ou até Diamantes.

- Proteja as suas pérolas, do calor forte, da luz excessiva, porque as pérolas desidratam.

- As pérolas devem ser separadas das outras Jóias, se possível num estojo forrado a veludo ou seda para melhor protecção.

- Periodicamente deve levar as suas Jóias ao seu Joalheiro, para uma limpeza completa.




Qual a medida ideal de Anel?


O anel quando colocado no dedo deve ficar confortável e justo, de forma que não caia, mas ao mesmo tempo solto o suficiente para deslizar sobre o dedo.

Quando tirar a medida do seu dedo, deve ter em atenção que consoante a hora do dia e o estado do tempo, essa medida pode variar ligeiramente.

Assim, aconselhamos que meça em diversas horas para garantir que encontra a medida ideal.

Geralmente, no final do dia, os seus dedos estão mais quentes e mais largos, já de manhã estão menores e mais frios.

Em caso de duvida, ou se a medida do anel ficar entre dois tamanhos, escolha sempre o tamanho maior.

Poderá confirmar a sua medida no nosso Guia de tamanhos aqui.

Caso necessite de ajuda, ou esclarecimento, visite-nos em qualquer uma das nossas lojas, ou contacte-nos através do nosso Apoio ao Cliente.




Quais os materiais das peças comercializados no nosso site?


No nosso site Anselmo 1910 comercializamos produtos em: OURO - Ouro 19,2 quilates = 19,2/24 = 80,0% de ouro, também chamado de ouro 800 ou Ouro Português. - Ouro 18 quilates = 18/24 = 75% de ouro, também chamado de ouro 750. PRATA - Prata 925, conhecida como "Prata de Lei" - Prata 925 com banho de ouro ou ouro de 9 ou 19,2 quilates - Prata 925 com banho de ródio PEDRAS - Gemas: pedras preciosas, diamante (com certificado) - Quartzos, pérolas de cultura - Pedras sintéticas, zircónias, madre pérolas, japping, quartzo hidrotermal, “shell pearls” AÇO - Aço ionizado, policarbonato e corda





RELÓGIOS

Características


Tal como um automóvel, um relógio também necessita de revisões, ou seja, de manutenção periódica.

Os Relógios de quartzo tem uma duração limitada e os Relógios mecânicos poderá mesmo durar várias gerações, se forem feitas revisões periódicas (3 a 4 anos em média) para assegurar a lubrificação dos componentes, a capacidade dos vedantes, das juntas e a eliminação de pós, sujidade e humidade.

Calendário

Não corrija o calendário entre as 22 e as 2 horas, pois é nessa altura que a roda do calendário se posiciona para desencadear o salto da data e pode, numa eventual correcção danificar o mecanismo.

Cronógrafos

Não se deve manter o cronógrafo em permanente funcionamento, deverá usá-lo apenas quando necessário para que o desgaste diminua consideravelmente.

Vidros

Existem vidros minerais, hardlex e em safira. O vidro mineral é o mais sujeito a riscos e a safira é mais resistente.

No entanto, até a safira pode riscar.

Quedas e pancadas

Como se trata de um objecto delicado, um relógio até pode resistir a pequenas quedas, mas qualquer queda maior ou pancada pode danificá-lo e comprometer o seu funcionamento.




Movimento


Automático

Deve utilizar regularmente um Relógio automático, assim terá sempre autonomia.

Se o Relógio parar por falta de autonomia, deve rodar a coroa cerca de 15 a 20 voltas numa velocidade moderada.

Quartzo

A maior parte dos Relógios têm movimento Quartzo, e são alimentados por uma pilha.

O movimento é chamado de quartzo pois esta pilha funciona combinada com um cristal de quartzo.

A pilha faz uma corrente eléctrica atravessar o cristal para o manter a oscilar acima das 32.000 vibrações por segundo.

Estas vibrações fazem funcionar um pequeno motor que por sua vez move os ponteiros do relógio.

Em média uma pilha dura um ano e meio após o qual deve trocá-la.

Os relógios de quartzo necessitam de menos manutenção que os relógios mecânicos, sendo que só raramente as peças do relógio necessitam de lubrificação.




Para que o seu Relógio funcione em perfeitas condições, recomendamos:


- A coroa deverá estar na sua posição normal, apertada, de forma a garantir a resistência à água anunciada.

- Como a resistência à água dos relógios é diferente de modelo para modelo, deve sempre verificar esta informação na tampa da caixa, para saber quais os tipos de utilização suportados em cada categoria de resistência à água.


- Nunca deverá mexer na coroa, acertar o relógio ou utilizar os botões, ou aro rotativo enquanto o relógio estiver molhado.


- Sempre que trocar a pilha do relógio, também deverá proceder á troca do vedante da tampa para não comprometer a estanquicidade do relógio.


- Se o relógio tiver pedras ou cristais no exterior, deverá ter alguns cuidados adicionais, tais como evitar o contacto com água, perfumes ou outras substâncias, para evitar que as pedras ou cristais se soltem, fiquem descolorados ou manchados.

- Evitar quedas e pancadas bruscas, porque como se trata de um objecto delicado, um relógio até pode resistir a pequenas quedas, mas qualquer queda maior ou pancada pode danificá-lo e comprometer o seu funcionamento.




Relógios á Prova de água ou Resistentes á água


A expressão “à prova de água” (waterproof) significa apenas que o relógio é estanque.

Para práticas de actividades em que o relógio esteja sujeito a pressões mais elevadas (por exemplo mergulho, ou outros desportos radicais) deverá utilizar um relógio desenvolvido para esse efeito.

- A “resistência à água” (water resistance) refere-se à capacidade que o relógio tem de resistir a determinadas pressões de água em ambiente de laboratório.

- Deve sempre verificar qual a resistência á água do seu Relógio, antes de realizar uma actividade em que o mesmo pode estar sujeito a pressões mais elevadas.

- Se o seu relógio suportar as pressões dessa actividade, deve ainda assegurar-se que a coroa está bem fechada e que durante a actividade não utiliza a coroa nem os botões.

- Mesmo nos relógios resistentes à água (water resistance), podem surgir danos com água quente ou água salgada, pois esse contacto pode danificar os vedantes.

Estes vedantes podem também apresentar algum desgaste dependendo do uso e, por isso, devem ser substituídos regularmente para garantir que o relógio se mantém estanque.

- Se surgir condensação no mostrador do seu relógio, deverá de imediato dirigir-se a uma das nossas lojas Anselmo 1910, ou a um agente Oficial da Marca.




Relógio está atrasar / adiantar - o que significa?


Nos relógios com movimento quartzo, o desvio normal é de mais ou menos 15 segundos por mês.

Se o relógio for exposto a campos magnéticos fortes (por exemplo, um íman), o mecanismo pode parar por breves momentos, o que poderá causar um ligeiro atraso.




Movimento irregular no funcionamento dos ponteiros


O movimento irregular do ponteiro dos segundos pode significar que a pilha precisa de ser substituída.

Deverá dirigir-se a uma nas nossas lojas, para que possamos verificar e efectuar a intervenção.

Sempre que substituir a pilha do seu relógio deve também substituir o vedante da tampa para manter a sua estanquicidade.




Dicas Gerais


- Antes da época balnear, verifique a estanquicidade do seu Relógio.

- Nunca puxe a coroa ou utilize a coroa ou os botões debaixo de água, poderá haver uma infiltração.

- Passe por agua doce qualquer Relógio estanque, para anular a corrosão provocada pelo sal e oxidações.

- Para remoção de pequenas partículas de areia na caixa e nas braceletes em aço, utilize uma escova macia com água e sabão.

- Nuca deixe o Relógio ao sol, corre o risco de queimar o mostrador, e o risco de estalar o vidro, com as diferenças de temperatura.

- Nunca acertar o Relógio com ele colocado no pulso. Poderá involuntariamente entortar a coroa e causar danos ao mecanismo.

- Nunca usar força ao puxar a coroa de rosca, deve rodar a coroa ao mesmo tempo que puxa delicadamente para fora.