top of page

A Filigrana - Processo de Fabrico

O fabrico da filigrana é um processo moroso, devido à sua produção manual, que vai desde a fundição, passando pelo puxar dos fios, até ao enchimento e acabamento da peça, num trabalho de grande minúcia e destreza.

Fase 1 – Fundição

Fundir o ouro ou a prata e vazar para a rilheira (forma).

Fase 2 – Puxar fios

A barra obtida na rilheira vai passar por um processo de trefilagem até se obter fio com uma espessura mínima de 0.16mm, fio com a espessura aproximada de um cabelo.

Fase 3 – Torção

Torcer da filigrana (enrolar 2 fios um no outro), fase realizada por duas pessoas, uma torce os fios com duas tábuas, a outra segura os fios.

Fase 4 – Armação

Armar as peças – construir o esqueleto das peças a produzir e fazer as respectivas soldaduras.

Fase 5 – Enchimento

Encher as peças (esqueleto) com os fios de filigrana. Este é o processo mais demorado, pois toda a peça vai ser preenchida com pequenos ornamentos de filigrana todos feitos manualmente, “feitos como que a bordar à mão”, com a ajuda de um carce.

Fase 6 – Soldadura

Soldar a filigrana entre si e a estrutura, após preenchida toda a peça.

Fase 7 – Acabamento

Depois de soldadas, as peças estão prontas a passar ao processo de acabamento.




24 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

O Esboço da Filigrana

O ponto de partida para criação de uma peça de filigrana é o desenho, geralmente feito numa folha de papel pelo próprio artesão ou seleccionado por ele de uma panóplia de desenhos-modelos pré existent

Comments


bottom of page